BÊ-A-BÁ DA COPA DO MUNDO DE 2018

Lobo Zabivaka é o mascote oficial da Copa de 2018 
Peter Kovalev / TASS

21/09/2017

O Russia Beyond reuniu informações sobre o futuro torneio no país para evitar que problemas com ingresso, transporte e acomodação sejam gol contra na sua viagem.

Chegada à Rússia

Preciso de visto?

Brasileiros não precisam de visto para entrar na Rússia. Mas, se você estiver acompanhado de pessoas de outras nacionalidades, vale a pena ficar atento às seguintes dicas. Pessoas com ingresso válido para alguma partida terão apenas que apresentar o bilhete e seu FAN ID (mais detalhes abaixo) ao chegar ao aeroporto.

Quem não tiver ingresso e precisar de visto, terá, porém, que agilizar toda a sua documentação antes de chegar ao país. Para saber como exatamente funciona esse procedimento, visite este site antes mesmo de reservar o voo.

No caso de jornalistas credenciados para cobrir a Copa do Mundo ou participar oficialmente dos preparativos para o evento, serão emitidas, mediante solicitação, isenções de visto começando cinco meses antes do início do primeiro jogo.

FAN ID

O que é?

O FAN ID é um cartão personalizado para espectadores/visitantes proposto pelas autoridades para melhorar a experiência dos torcedores durante a Copa do Mundo.

FAN ID será importante não só nos jogos, como no aeroporto
Serguêi Kiselev/Agência Moskva

Preciso mesmo disso?

Sim, todos que forem assistir a um jogo precisarão ter um cartão de identificação pessoal – incluindo crianças, cidadãos russos e pessoas com residência permanente. O cartão é emitido uma única vez e você poderá usá-lo para todas as partidas da Copa. Também concede o direito de entrada sem visto para cidadãos estrangeiros.

Como faço para obter o meu FAN ID?

Para solicitar seu FAN ID, visite o site fan-id.ru e siga as instruções. Se você estiver na Rússia, também poderá entrar com o pedido em um dos Centros de Registro que, em breve, serão abertos em todas as cidades-sede da Copa de 2018. Certifique-se de levar consigo o FAN ID para todas as partidas às quais for assistir, juntamente com o ingresso. Uma coisa importante, porém: não é possível obter um FAN ID sem ter ingresso, portanto, não se esqueça de comprar os bilhetes antes de fazer a solicitação.

O pedido é processado dentro de 72 horas e entregue por correio para o endereço registrado. É recomendável resolver essas questões com antecedência, pois a entrega por correio internacional pode demorar um pouco mais do que o previsto. No caso de brasileiros, que não precisam de visto, será possível coletar seu FAN ID no país.

Ingressos

Quando comprar os ingressos?

Os ingressos para a Copa de 2018 começaram a ser vendidos em 14 de setembro.

Acesse a seção de ingressos no site da Fifa e entre com um pedido para compra on-line. Se houver muitas solicitações e você for não selecionado no primeiro sorteio, haverá chance de comprá-los em 16 de novembro (a partir dessa data, entretanto, os ingressos não serão mais sorteados, mas vendidos conforme a procura). Para quem deixar para última hora, haverá ainda uma segunda fase de vendas em 5 de dezembro.

Evite comprar ingressos falsificados por meio de outros sites ou cambistas – há um alto risco de você não só perder o jogo como também seu dinheiro.

Como faço para comprar ingressos?

Para comprar um ingresso, é preciso se cadastrar no site da Fifa e, em seguida, entrar com um pedido. Os ingressos são personalizados e só serão emitidos mediante fornecimento de dados pessoais. Como já dito, os bilhetes serão entregues por correio.

Você poderá pagar o ingresso com cartão de crédito, por meio de transferência bancária internacional ou em dinheiro (neste caso, apenas na Rússia).

Quantos ingressos posso comprar por vez?

Cada torcedor poderá comprar vários ingressos por jogo. Ao reservar mais de um bilhete, no entanto, será preciso informar os dados pessoais dos outros espectadores.

Os clientes corporativos poderão comprar pacotes de ingressos em uma seção especial no site da Fifa.

Existem diferentes categorias de ingresso?

Sim, há quatro. Os ingressos da categoria 1 são para camarote e variam de US$ 210 a US$ 1.100. As categorias 2 e 3 se destinam à arquibancada e custam de US$ 105 a US$ 710. Na categoria 4 são oferecidos ingressos especiais a baixo custo – de US$ 20 a US$ 120 –, mas esses estão disponíveis apenas para cidadãos russos.

Tabela oficial com preços por categoria (em inglês)
fifa.com

Há ingressos especiais para pessoas com deficiência?

Sim, ingressos de acesso especial para pessoas com deficiência, usuários de cadeiras de rodas, pessoas com cães-guia e obesas também estão disponíveis. Não deixe de indicar qualquer condição especial ao reservar os ingressos on-line e tenha consigo um documento que prove sua elegibilidade a esse tipo de bilhete. Pessoas com acesso especial receberão também um ingresso adicional para levarem um acompanhante.

Viagem

Onde serão os jogos?

As partidas acontecerão em onze cidades-sede espalhadas pela porção ocidental da Rússia: Moscou, São Petersburgo, Sôtchi, Kazan, Kaliningrado, Iekaterinburgo, Níjni Nôvgorod, Rostov-no-Don, Samara, Saransk e Volgogrado.

Mapa de cidades-sede da Copa de 2018, na Rússia
Russia Beyond

No site da Fifa é possível conferir uma pré-agenda da Copa do Mundo. Embora seja muito cedo para saber quem jogará contra quem, esse recurso mostra qual cidade irá receber quais jogos e quando. Uma coisa, porém, já é certeza: a seleção russa abrirá a Copa do Mundo no estádio Lujniki, em Moscou, em 14 de junho de 2018.

Como chegar as cidades-sede?

Essa página na internet (em inglês e espanhol) oferece instruções detalhadas para chegar às cidades de Moscou, São Petersburgo, Sôtchi e Kazan.

Via de regra, evite tomar táxis no aeroporto, pois nem sempre são confiáveis (e, dificilmente, os motoristas falarão outra idioma sem ser o russo). A melhor opção é usar ônibus e trens expressos ​​– que levam passageiros dos aeroportos para o centro com muito mais agilidade e são relativamente mais baratos que as outras opções.

Se estiver em mais pessoas ou não quiser pegar o trem, basta recorrer ao Uber, ou a seu análogo russo Yandex.Taxi. Ambos funcionam bem em grande parte do país.

Como viajar entre as cidades-sede?

Para viajar entre as cidades-sede, há opções de voos, trens e ônibus.

Quem optar por trem, deve acessar Tutu.ru (em inglês), escolher o trajeto e o tipo de trem que corresponde a sua agenda e orçamento. O pagamento é feito on-line, sendo necessário apenas imprimir o e-ticket e levá-lo com seu passaporte para as estações.

Trens rápidos são boa alternativa no trajeto aeroporto-centro e entre cidades russas
Kirill Zikov/Agência Moskva

Se a ideia de viajar de trem não lhe parece conveniente, a opção é buscar os voos mais em conta pelo agregador SkyScanner, ou no site das companhias aéreas nacionais Aeroflot, Rossiya, S7, Aurora e Pobeda (de baixo custo e, portanto, oferece serviços limitados).

Para uma viagem com mais emoção e economia, outra opção é viajar de ônibus. Se esse for o plano, visite o site da Busfor ou a seção de ônibus da Tutu. Prepare-se para apreciar a beleza da vastidão da Rússia por estrada, mas cuidado com os engarrafamentos, que podem prolongar consideravelmente o tempo de viagem.

Em qualquer um dos casos anteriores, lembre-se: quanto mais cedo você comprar as passagens, mais baratas serão!


Cursos Online na área de Ciências Exatas e Tecnologia

COM GASTO MÉDIO DE R$ 20 MIL, TORCEDORES BRASILEIROS BUSCAM PACOTES PARA COPA

Investimento é alto para ver a bola rolar na Rússia (Foto: Getty Images)

21/09/2017

Muitos deles já estão mobilizados para as partidas do próximo Mundial e cientes do investimento a ser feito

O caminho para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, está aberto para os torcedores brasileiros. Muitos deles já estão mobilizados e garantidos para as partidas do próximo Mundial e cientes do investimento a ser feito para realizar esse sonho. Seja qual for a opção escolhida, será necessário desembolsar, no mínimo, cerca de R$ 20 mil para assistir aos jogos em uma das cidades-sede.

O início na última semana da primeira fase da venda de ingressos promovida pela Fifa abriu mais uma rota para se chegar ao Mundial. Entre 14 de setembro e 12 de outubro, os interessados se inscrevem no site da Fifa para concorrer a este primeiro sorteio de entradas. Porém, quem prefere ter uma garantia maior de bilhetes já conseguiu confirmar presença desde o primeiro semestre, com a comercialização de pacotes de hospitalidade para o torneio.

Essas duas modalidades oferecem diferentes vantagens. Quem aposta no sorteio, por exemplo, precisa torcer para ser contemplado na escolha aleatória da Fifa para a distribuição das entradas, além de precisar elaborar a própria logística de hospedagem e transporte. Mas pode conseguir montar um roteiro mais em conta.

Os pacotes de hospitalidade são vendidos no Brasil apenas por cinco agências de turismo autorizadas pela Fifa. De acordo com a categoria escolhida, o consumidor tem a comodidade de unir o ingresso em local nobre nos estádios, em setores com alimentação inclusa, a todo o pacote da viagem, com guia brasileiro, hotel, transporte para os estádios e algumas opções de passeios na cidade.

O valor de pacote mais básico negociado pela Agaxtur, uma das agências autorizadas, é de cerca de R$ 18 mil para sete noites em Moscou, onde haverá 12 jogos. O montante não inclui passagens aéreas e ingressos. Os bilhetes avulsos colocados à venda no site da Fifa variam de cerca de R$ 327 a R$ 3,4 mil, de acordo com o setor dentro da arena e a importância da partida escolhida.

ROTEIROS DIFERENTES - A opção de já sair do Brasil com hotel reservado, ingresso à mão, guia em português e transportes à espera atraiu o empresário Mário Gasparini. Ele já usou o mesmo roteiro em Copas anteriores e garante que o investimento vale a pena. “Quem se arrisca ao tentar comprar no sorteio, pode se dar mal. Acho melhor ir com guia e em grupo pela comodidade. A Rússia é um país com língua estranha, então não adianta dar uma de esperto e tentar ir sozinho”, disse o veterano de quatro Copas. “No Mundial da África do Sul, ter viajado com tudo arrumado me salvou de muitos problemas, principalmente em aeroportos”, lembrou.

O casal Rafael Seizo e Karin Koyama vai encarar a aventura de ir à Copa da Rússia sozinhos. Os dois se casam em abril e adiaram a lua de mel para junho, só para eles poderem viajar e ver juntos o Mundial. “Nós sempre fomos apaixonados por futebol. Eu tive a ideia e como minha noiva até joga futebol, ela topou na hora”, disse Seizo.

Os dois recorreram a uma agência apenas para montar o pacote com as passagens e hotéis na Rússia nas cidades de Moscou e São Petersburgo. Agora torcem para que o sorteio de ingressos os contemple com a presença nos seis jogos pretendidos. “Para nós não importa muito só assistir aos jogos do Brasil. O importante é curtir a Copa do Mundo”, disse Karin. Nas contas dela, como vão ficar cerca de 15 dias na Rússia, o gasto será perto de R$ 30 mil.

O editor de vídeo Fábio Fehr tem um projeto totalmente diferente. Ele será integrante de um grupo de 10 pessoas que tem como plano alugar hospedagem para ficar na Rússia por mais tempo. Ainda vão escolher a cidade. “Vou ficar 30 dias e aproveitar o intervalo de alguns dos jogos para viajar a países próximos, como Finlândia e Lituânia”, disse. O intuito é alugar um apartamento na Rússia, dividir os gastos com o grupo e tentar ver pelo menos quatro partidas. A estimativa é que, com os custos compartilhados, cada um gaste aproximadamente R$ 20 mil durante o período.

Fonte: A Tribuna

Cursos Online na área de Ciências Biológicas e da Saúde

PARA AGÊNCIAS, UNIÃO DE BOLA COM CULTURA AUMENTA INTERESSE POR PACOTES PARA COPA



21/09/2017

As agências oficiais credenciadas pela Fifa para levar os torcedores à Rússia, em 2018, estão otimistas com o volume de clientes que devem viajar para o torneio. Depois de uma Copa do Mundo em casa, no Brasil, as empresas nacionais consideram o próximo Mundial mais promissor em termos de venda de pacotes do que os anteriores realizados em outros países.

Pelas contas da Agaxtur, um dos agentes oficiais autorizados pela Fifa, a empresa poderá levar no máximo 5 mil pessoas e está confiante em completar essa carga. "É uma Copa do mundo diferente, porque não será só futebol. É uma mistura de turismo com Copa do Mundo, diferentemente de outras Copas, que só tinha o futebol", disse o presidente da empresa, Aldo Leone Filho.

A realização do Mundial em um país de pouco contato cultural com o Brasil também ajuda a gerar atrativos. Para o empresário, a diversidade cultural e as atrações turísticas da Rússia fazem até mesmo a procura por pacotes abranger um público mais amplo, não apenas o fã de futebol. "Para a Rússia tem um lado de família muito grande, porque é um destino turístico importante. Vejo também que muitos que nos procuram são pais com os filhos, que querem realizar o sonho de ver uma Copa juntos", afirmou.

As agências consultadas pelo Estado consideram que a partir deste mês vão sentir um aumento pela procura por pacotes. O processo acompanha a abertura pela venda de ingressos no site da Fifa, cuja primeira etapa se iniciou na última semana e vai até 12 de outubro. A recomendação dos agentes é não deixar para fechar a viagem de última hora, principalmente pela pouca disponibilidade de vagas nos hotéis russos.

"O fato de a última Copa ter sido no Brasil fez as pessoas perceberem que o torneio vai além do futebol. É uma festa constante das nações dentro e fora dos estádios", afirmou o diretor executivo do Grupo Águia, Paulo Castello Branco. Uma das empresas do grupo, a Stella Barros, pretende levar 4,5 mil turistas brasileiros para acompanhar a Copa da Rússia.

A agência organiza viagens para os Mundiais desde 1966, na Inglaterra, e avalia a Rússia como um destino exótico para os brasileiros. "É um país bastante estranho, a começar pelo uso de outro alfabeto, o cirílico. Já estive cinco vezes na Rússia e poucas pessoas por lá falam inglês. Não recomendo que as pessoas se encaminhem para lá tentando se virar sozinhas", disse Paulo Castello Branco.

CONCORRÊNCIA - A Fifa informou que somente no primeiro dia de inscrição para compra de ingressos foram feitas 50 mil solicitações para a final e 40 mil para o jogo de abertura. O Brasil foi o quarto país a mais fazer pedidos de entradas, atrás apenas de Rússia, México e Argentina. A fase atual de vendas termina em 12 de outubro. A segunda etapa se inicia em dezembro e a terceira, em março.

Fonte: R7

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

PREÇO DA VIAGEM PARA A COPA DO MUNDO 2018 AUMENTA 20% EM UM MÊS



21/09/2017

Levantamento do Kayak mostra ainda um aumento de 15% nas buscas pelo destino  

Nove meses antes da Copa do Mundo 2018, os valores da viagem para a capital russa começam a refletir a demanda atraída pelo evento. Entre julho e agosto deste ano, os valores médios de hospedagem e passagem partindo do Rio e de São Paulo subiram cerca de 20%, de acordo com o Kayak. A demanda subiu 15%.

Segundo levantamento do site de busca, adquirir um pacote para a semana de abertura (13 a 19 de junho de 2018) em Moscou, partindo de São Paulo, sai por aproximadamente R$ 4.976 hoje. Para a semana de encerramento, o valor é bem mais alto: R$ 6.150.

Partindo do Rio de Janeiro, os preços são levemente mais em conta. A semana de abertura tem preço médio de R$ 4.668 para o pacote, enquanto a de encerramento sai por R$ 5.751.

A pesquisa de preços foi conduzida no site KAYAK Brasil no início de setembro, e levou em consideração pacotes fechados.

Fonte: InfoMoney

Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

SPORTV ESTREIA 'MISSÃO 2018' COMO PREPARAÇÃO PARA A COPA DO MUNDO

21/09/2017

Da redação do Esporteemidia.com

O SporTV dá mais um passo na sua preparação para a Copa do Mundo da Rússia. O canal estreia nesta sexta-feira (22), o 'Missão 2018', com reportagens especiais dos correspondentes internacionais e a preparação das seleções para o Mundial da Fifa.

Entre os repórteres que estarão no programa podemos citar o Richard Souza e o Marcelo Courrege, correspondente da Globo no país sede da Copa.

A primeira edição vai ao ar logo após o 'Troca de Passes'. Veja o vídeo de divulgação do programa postado no Instagram pelo repórter Richard Souza.


Cursos Online na área de Ciências Biológicas e da Saúde

OUTRA VEZ NA SELEÇÃO, VOLANTE FRED ACHOU QUE NOTÍCIA DE CONVOCAÇÃO ERA BRINCADEIRA

Fred voltará a ter uma chance na seleção brasileira (Foto: Felipe Schmidt)

19/09/2017

Chamado pela primeira vez por Tite, após doping na Copa América de 2015 e veto do Shakhtar para disputa da Rio 2016, jogador comemora chance: "Felicidade imensa que estou sentindo"

Por GloboEsporte.com, Kiev

Depois do caso de doping na Copa América de 2015 e do veto do Shakhtar Donetsk para sua participação na Olimpíada de 2016, o volante Fred nem acreditou quando soube que está de volta à seleção brasileira. Chamado pela primeira vez por Tite para as partidas contra Bolívia e Chile, nos dias 5 e 10 de outubro, pelas eliminatórias, o jogador achou que a notícia da convocação era uma pegadinha.

- É uma felicidade imensa que estou sentindo. Estava no carro, com meu personal e meu agente, o (ex-volante) Gilberto Silva, indo para o treino. Na hora, um amigo me ligou dizendo que eu tinha acabado de ser convocado. Até pensei: “será mais uma brincadeira daquelas” Daí fui logo abrir a internet e vi que o meu nome estava lá na lista – contou Fred.

Com a seleção principal, Fred disputou seis partidas, todas sob o comando de Dunga, quatro delas em amistosos e duas na Copa América de 2015. A estreia foi no dia 12 de novembro de 2014, substituindo Luiz Gustavo aos 40 do segundo tempo na goleada por 4 a 0 sobre a Turquia, em Istambul.

- É uma alegria enorme poder voltar a ser convocado e vestir a camisa da seleção. Trabalhei muito para isso, vivo uma excelente fase no Shakhtar, graças a Deus, e essa nova oportunidade chegou. Espero agarrá-la para voltar a ser lembrado. Nosso grupo de jogadores é muito qualificado, mas vou lutar pelo meu espaço para, quem sabe, estar entre os que defenderão o Brasil na Copa - disse.

Enquanto não chega a hora de se apresentar à seleção, Fred entra em campo com o Shakhtar neste domingo, pelo Campeonato Ucraniano, contra o Chernomorets.


Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

COPA DO MUNDO: GOIANO APITA JOGO DECISIVO PARA ARGENTINA NA BOMBONERA



21/09/2017

O árbitro goiano Wilton Pereira Sampaio vai apitar o jogo Argentina e Chile pela penúltima rodada das Eliminatórias para Copa do Mundo de 2018 que será disputado no Estádio La Bombonera, em Buenos Aires no dia 5 de outubro.

A Argentina tem 24 pontos e ocupa a 5ª posição, terminando assim disputaria com a Nova Zelândia uma vaga para Copa através da repescagem. Já o Peru também com 24 pontos está na 4ª colocação e está na faixa de classificação para o Mundial.

Todas as partidas da rodada serão apitados por profissionais brasileiros, com exceção do jogo Bolívia x Brasil, em La Paz.

Sandro Meira Ricci (SC) foi escalado para Chile e Equador. Ricardo Marques Ribeiro (MG) comanda Colômbia e Paraguai. Anderson Daronco (RS) apita Venezuela x Uruguai.


Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

BRASIL X CHILE: INGRESSOS PARA O PÚBLICO EM GERAL

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

19/09/2017

Os 42.217 ingressos para o jogo da Seleção Brasileira contra o Chile começaram a ser vendidos nesta segunda-feira, apenas para clientes Mastercard. Já foram comercializadas 22.500 entradas. Nesta terça (19), 10h, foi liberada a compra para o público em geral e restam cerca de 20 mil ingressos.

No dia 10 de outubro, terça-feira, o Brasil enfrenta os chilenos às 20h30, no Allianz Parque, em São Paulo (SP). Esta partida vale pela 18ª (e última) rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo da FIFA – Rússia 2018.

O site oficial para a compra de ingressos para jogos da Seleção Brasileira é o www.cbf.com.br. A venda física começará em 2 de outubro, se restarem ingressos. Para esta partida, o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) atenderá pelo telefone (11) 9-4283-1140.

Preços e setores

>> Norte/Sul Superior: R$ 250 / R$ 125

>> Leste/Oeste Superior: R$ 350 / R$ 175

>> Arena Canarinho (Norte Superior): R$ 500

* Arena montada na AudioClub, a 800 metros do estádio (incluído serviço de transfer de ida e volta para o Allianz Parque)

*DJs pré-jogo, a partir das 17h

*Show pós-jogo com Thiaguinho e Mc Kekel

>> Norte Inferior: R$ 500 / R$ 250

>> Leste/Sul/Oeste Inferior: R$ 550 / R$ 275

>> Camarote Villa Mix: R$ 650

*Área exclusiva dentro do Allianz Parque

*Line-Up de DJs antes, no intervalo e depois do jogo com Alok, Sevenn e Liu

*Open bar de cerveja após o jogo, durante o show do Alok

*Duração até 24h

Fonte: CBF

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

SELEÇÃO BRASILEIRA AVALIA CT EM LONDRES PARA PERÍODO DE TREINAMENTOS ANTES DA COPA

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

19/09/2017

Intenção é se preparar já na Europa antes do Mundial que será na Rússia

A CBF anunciou nesta segunda-feira que a Seleção Brasileira fará um período de treinamentos em Londres no ano que vem, como preparação para a Copa do Mundo da Rússia. Para tanto, o coordenador de seleções, Edu Gaspar, desembarcou na capital britânica nesta manhã.

A missão de Gaspar e do supervisor da seleção, Luis Vagner Vivian, é avaliar centros de treinamento para definir o local em que a seleção fará treinos antes do Mundial, marcado para ser disputado entre 14 de junho e 15 de julho.

"É uma ideia inicial que debatemos internamente. Queremos otimizar nossa preparação e entendemos ser importante escolher uma base antes de chegarmos à Rússia", disse Edu Gaspar, que não revelou maiores detalhes sobre essa preparação em solo inglês.

O coordenador de seleções não revelou quais serão os CTs avaliados nos próximos dias e nem o período de treinos da seleção na Inglaterra, antes da Copa.

Com vaga garantida na Copa da Rússia, a seleção brasileira foi convocada pelo técnico Tite na sexta-feira passada visando os dois últimos jogos da equipe nas Eliminatórias sul-americanas. Em outubro, o Brasil enfrentará a Bolívia no dia 5, em La Paz, e o Chile, no dia 10, no Allianz Parque, em São Paulo.


Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

ELIMINATÓRIAS: SAMPAOLI CONVOCA ARGENTINA PARA 'DECISÃO' CONTRA O PERU

Argentina de Sampaoli terá jogo de tudo ou nada diante do Peru (Juan Mabromata/AFP)

17/09/2017

Na zona de repescagem do Mundial da Rússia, time argentino jogará a vida diante dos peruanos

O técnico Jorge Sampaoli manteve a confiança em Mauro Icardi e o convocou novamente para os últimos dois compromissos da seleção argentina nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, de caráter decisivo, deixando, novamente, Gonzalo Higuaín fora da lista divulgada nesta sexta-feira. 

A Argentina, que está fora da zona de classificação para o Mundial da Rússia, jogará a vida contra o Peru em 5 de outubro, em La Bombonera, e depois visitará o Equador, no dia 10, em Quito, nas rodadas finais das Eliminatórias. Os quatro primeiros colocados do classificatório da Conmebol se garantem na Copa e o quinto disputará uma repescagem mundial com a Nova Zelândia. 

Sampaoli havia apostado em Icardi como substituto de Higuaín para solucionar a seca de gols da seleção, algo que explica o seu quinto lugar nas Eliminatórias, com 24 pontos e 16 gols marcados em 16 rodadas. 

Icardi, artilheiro da Inter de Milão, não ajudou a melhorar a produção ofensiva no empate sem gols com o Uruguai e no 1 a 1 diante da Venezuela. Nesse último duelo, teve quatro chances claras, mas as desperdiçou, e o gol argentino foi contra. 

De qualquer forma, Sampaoli renovou a aposta em Icardi na convocação desta sexta-feira, apenas com jogadores que atuam fora da Argentina e que é liderada por Lionel Messi, astro do Barcelona. 

Em comparação aos últimos jogos, Sampaoli deixou Javier Pastore de fora por opção técnica e também Guido Pizarro e Nicolás Pareja, ambos lesionados. As caras novas são o meia-atacante Alejandro Gómez, que vem se destacando na Atalanta, e os defensores Germán Pezzella e Emanuel Mammana. 

Sampaoli também convocou Eduardo Salvio, que havia sido excluído da lista anterior por causa de uma lesão muscular. Agustín Marchesín foi chamado para ser o terceiro goleiro reserva em substituição a Javier Rulli. A relação será completada na próxima semana com jogadores que atuam no país. 

Se a Argentina não ganhar do Peru em Buenos Aires, não estará fora, mas dependerá de outro resultados na rodada final para avançar direto à Copa. Os peruanos ocupam o quarto lugar no classificatório com os mesmos 24 pontos dos argentinos e tem o mesmo saldo de gols, mas mais gols marcados. 

Confira a lista de convocados da Argentina:

Goleiros
Sergio Romero (Manchester United)
Nahuel Guzmán (Tigres) 
Agustín Marchesín (América) 

Defensores 
Javier Mascherano (Barcelona)
Federico Fazio (Roma) 
Nicolás Otamendi (Manchester City)
Gabriel Mercado (Sevilla)
Emanuel Mammana (Zenit)
Germán Pezzella (Fiorentina)

Meio-campistas 
Ever Banega (Sevilla)
Lucas Biglia (Milan)
Leandro Paredes (Zenit)
Angel Di María (PSG) 
Marcos Acuña (Sporting Lisboa)
Eduardo Salvio (Benfica)
Emiliao Rigoni (Zenit)
Alejandro Gómez (Atalanta) 

Atacantes
Lionel Messi (Barcelona)
Paulo Dybala (Juventus)
Mauro Icardi (Inter de Milão)
Sergio Agüero (Manchester City)


Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

BRASIL ESTÁ ENTRE OS PAÍSES QUE MAIS PEDIRAM INGRESSOS PARA COPA DO MUNDO



Os preços dos ingressos variam de pouco mais de R$ 300 até mais de R$3.400

17/09/2017 

Torcedores de dezenas de países pediram mais de meio milhão de ingressos para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, desde que as vendas começaram na quinta-feira. Nas primeiras 24 horas de venda, os países que lideraram os pedidos foram Rússia, México, Argentina, Brasil, China, Estados Unidos, Colômbia e Alemanha.

Somente para a final, que ocorre em 15 de julho, no estádio Luzhniki, em Moscou, foram pedidos 50 mil bilhetes. Para a abertura, no mesmo estádio, foram 40 mil solicitações, de acordo com a Fifa, em um balanço inicial das vendas de ingressos.

Os mais baratos custam US$ 105 (cerca de R$ 326), pela fase de grupos da competição. Os mais caros, para a final da Copa, custam US$ 1.100 (R$ 3.420).

O site da Fifa chegou a ficar bloqueado durante várias horas na quinta devido ao grande número de pedidos. De acordo com as regras, cada um pode solicitar, no máximo, quatro entradas para cada partida e não poderá assistir a mais de sete jogos.

As vendas serão divididas em três fases: a atual, que termina 12 de outubro; uma segunda, que começa depois do sorteio das seleções, em 1° de dezembro; e a última, que terá início em 18 de julho e acaba em 15 de julho.

A Copa do Mundo da Rússia será realizada de 14 de junho a 15 de julho. O evento ocorre em doze estádios e onze cidades, incluindo Moscou, São Petersburgo, Sochi e Kazan.


Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

BRASIL E RÚSSIA SERÃO CABEÇAS-DE-CHAVE DA COPA; VEJA CANDIDATOS ÀS OUTRAS SEIS VAGAS

Brasil de Tite será cabeça-de-chave na Rússia (Mowa Press)

14/09/2017

O Brasil estará entre os cabeças-de-chave da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Isso é certo depois que a Fifa, nesta quinta-feira, manteve o sistema adotado nos dois últimos Mundiais, com o ranking do mês de outubro para definir o primeiro pote do sorteio dos grupos. A honra, além do país anfitrião, cabe aos sete melhores colocados na classificação mundial da entidade, que leva em consideração jogos dos últimos quatro anos.  

A novidade para o sorteio de 1º de dezembro será o uso do ranking para a definição dos outros três potes, antes divididos por critérios geográficos.

Na atualização de setembro, divulgada nesta quinta-feira, a Seleção Brasileira aparece em segundo lugar, atrás da Alemanha. Já classificada, a equipe de Tite só depende de si para recuperar a ponta - basta vencer Bolívia e Chile nos jogos que restam -, mas o mais relevante é saber que nenhuma combinação de resultados deixa o Brasil abaixo da terceira colocação.

Caso o Brasil perca as duas partidas, aparecerá no ranking de outubro com 1453 pontos, marca que, além dos alemães, apenas a Argentina poderia superar, vencendo o Peru e pelo menos empatando com o Equador.

Na atual "zona dos cabeças-de-chave", não há outros campeões mundiais além de Alemanha, Brasil e Argentina. As outras vagas são provisoriamente ocupadas por Portugal, Bélgica, Polônia e Suíça. Enquanto Inglaterra, Uruguai e Itália têm chances quase nulas de serem cabeças, França e Espanha estão na briga para entrar no grupo dos sete primeiros. Os franceses, hoje em oitavo, podem pagar caro pelo tropeço em casa contra Luxemburgo na última data Fifa.

Vale lembrar que portugueses e suíços se enfrentam na rodada final - um deles terá de disputar a repescagem em novembro.

A Fifa usa o ranking de outubro, e não o de novembro, para não dar uma vantagem injusta aos times que jogam os play-offs, enquanto outros, já classificados, jogam apenas amistosos, com peso menor para a pontuação. Participar ou não da repescagem, porém, não influencia na possibilidade de um time ser cabeça-de-chave. Portugal, caso vença Andorra, terá seu lugar garantido caso chegue ao Mundial, independentemente do caminho.

Confira abaixo as simulações de possíveis resultados para o ranking de outubro.

Projeções para o ranking de outubro
Fonte: ESPN

Cursos Online na área de Ciências Exatas e Tecnologia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...