HÁ UM ANO, BRASIL VENCIA A ALEMANHA E FICAVA COM A INÉDITA MEDALHA OLÍMPICA DE OURO

Neymar foi o capitão do time que ficou com a inédita medalha de ouro nos 
Jogos Olímpicos - AFP / Vanderlei Almeida

20/08/2017

Brasil perseguia a conquista da medalha de ouro desde 1952

Maracanã lotado. Final de campeonato. Disputa de pênaltis depois de empate tenso no tempo normal e na prorrogação. Neymar, que já havia anotado com um gol de falta durante a partida, corre para bater a última e decisiva cobrança... Ele balança as redes, se ajoelha na marca da cal e não consegue segurar as lágrimas, enquanto a galera vibra enlouquecida nas arquibancadas. E não era para menos. Naquele momento, há exato um ano atrás, em 20 de agosto de 2016, o Brasil sepultava um fantasma que o perseguia desde 1952: a conquista da tão esperada medalha de ouro olímpica, único título que faltava em nossa galeria de troféus.

E a vitória, justo sobre a Alemanha dos fatídicos 7 a 1, dava novo ânimo à torcida canarinho, que ainda andava de cara amarrada para a Seleção.  Definitivamente, aquele grupo de 18 jogadores, comandados pelo técnico Rogério Micale, escrevia seu nome na história de nosso futebol. O moral dos campeões foi tanto que, dois dias depois, sete deles (Neymar, Gabriel, Gabriel Jesus, Marquinhos, Rodrigo Caio, Renato Augusto e Weverton) estavam na primeira lista de convocados do técnico Tite para a Seleção Brasileira principal que enfrentaria Equador e Colômbia nas Eliminatórias da Copa. Mas, como diz o velho ditado, “águas passadas não movem moinhos”... Decorridos 365 dias, alguns dos ‘heróis’ olímpicos vivem hoje realidades bem diferentes.

Principal estrela daquela equipe, Neymar, então no Barcelona, só viu aumentar sua cotação no mundo da bola. Literalmente. Foi comprado pelo Paris Saint-Germain, da França, por incríveis 200 milhões de euros (cerca de R$ 820 milhões), se transformando no jogador mais caro de todos os tempos do futebol mundial. Na Seleção, segue sendo o ‘dono do time’, principal trunfo do grupo de Tite. Para completar, acaba de ver seu nome na lista dos 24 jogadores que concorrem ao prêmio Melhor do Mundo, concedido anualmente pela Fifa.

Alguns jogadores daquele grupo podem não ter o mesmo status de Neymar, mas também seguem em alta. É o caso de Renato Augusto. Convocado para a olimpíada 'de última hora', depois que o Bayern de Munique vetou a presença de Douglas Costa, alegando que ele ainda se recuperava de lesão, o volante, que atua no futebol chinês, foi essencial para a conquista e depois se transformou em um dos homens de confiança de Tite, sendo titular absoluto e presença constante em todas as últimas convocações. Mesmo prestígio de que gozam o zagueiro Marquinhos, do PSG, elogiado pelo comandante por suas atuações seguras e  espírito de liderança, e o atacante Gabriel Jesus, que, mesmo prejudicado por algumas lesões, se mantém como titular do Manchester City e deve mesmo ser o camisa 9 do Brasil na Copa do Mundo da Rússia em 2018.

Do grupo, alguns jogadores se destacaram, outros não conseguiram manter o 
brilho de antes - AFP / Vanderlei Almeida

Outros campeões olímpicos também têm boas possibilidades de estar na Copa'2018. O zagueiro Rodrigo Caio, por exemplo, que vem sendo sondado por equipes do exterior desde o ano passado. Apesar da má fase atual do São Paulo, segue recebendo chances com Tite, sendo convocado para os duelos das Eliminatórias Sul-Americanas. Seu problema é a forte concorrência no setor.  Quem pode ter um caminho mais aberto é Luan. Ele, que já foi um dos destaques do time olímpico, evoluiu ainda mais e se transformou no motor do Grêmio, que segue bem na Libertadores, no Brasileiro e na Copa do Brasil. Para muitos, é o melhor jogador atuando no momento no futebol brasileiro. Na mira de vários clubes europeus, acaba de ser convocado para a Seleção principal.

ACREDITAR SEMPRE

Alguns jogadores que participaram da conquista vivem situação mais complicada, mas ainda sonham com uma 'reviravolta'. Felipe Anderson começou a Olimpíada como titular, mas acabou perdendo a posição no decorrer do torneio. De lá pra cá, seu futebol cresceu e tornou-se um dos destaques da Lazio, da Itália, tendo a contratação cogitada por gigantes do futebol europeu. De toda forma, não teve maiores oportunidades na Seleção. Algo semelhante ao que acontece com Rafinha. Atrapalhado por lesões, o filho do tetracampeão Mazinho não consegue se firmar no Barcelona. Em consequência, suas chances também diminuíram.

Técnico do time olímpico era Rogério Micale, que hoje dirige o time 
principal do Atlético - AFP / Vanderlei Almeida

Já para os demais jogadores, a Seleção parece não ser mais do que uma 'doce lembrança'. Nada menos do que cinco titulares do time olímpico desapareceram das convocações. O goleiro Weverton, que 'herdou' a vaga do contundido Fernando Prass e teve papel decisivo para o ouro (inclusive defendendo pênalti de Petersen na final), segue titular absoluto do Atlético-PR, mas perdeu espaço na disputa pela camisa 1 para jogadores como Alisson, Cássio, Éderson, Diego Alves... O lateral-direito Zeca, outro que vive às voltas com contusões, tem sido irregular no Santos. Na lateral-esquerda, o ex-atleticano Douglas Santos teve problemas para se adaptar ao futebol alemão e foi parar na reserva do Hamburgo, onde é colega do volante Wallace, que, apesar de aproveitar bem a oportunidade na Olimpíada, dando equilíbrio ao time a partir do terceiro jogo, também não teve mais chances na Seleção. Mas a pior reviravolta foi, sem dúvida nenhuma, do atacante Gabriel, o 'Gabigol'. Negociado com a Inter de Milão, transformou-se no mico da temporada europeia. Quase não jogou e procura novo clube. O Sporting, de Portugal, até demonstrou interesse, desde que não tenha que pagar pelo seu empréstimo.

Brasil vence a Alemanha no Maracanã e fatura o ouro olímpico - AFP

Se para quem era titular daquele time a coisa já não está fácil, imagina para quem era reserva. Como terceiro goleiro do Atlético, Uilson pouco atuou neste período. Promessas do Inter, William e Rodrigo Dourado não 'explodiram'. Enquanto o lateral-direito foi vendido para o Wolfsburg, da Alemanha, o volante segue no clube gaúcho, mas não tem apresentado o mesmo futebol. O zagueiro Luan até ganhou um alento ao trocar o Vasco pelo Palmeiras, mas ainda não se firmou como titular. Já o volante Thiago Maia, que começou os Jogos como titular e acabou perdendo a posição para Wallace, agora luta por um lugar no time do modesto Lille, da França. Pode ser duro de aceitar, mas é a realidade: o mundo do futebol dá voltas e – até mesmo para heróis olímpicos - é difícil se manter no topo... 


Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

BOLÍVIA MOSTRA LISTA QUE ENFRENTARÁ PERU E CHILE NAS ELIMINATÓRIAS

Foto: AFP
20/08/2017

Embates diante da Blanquirroja e da equipe dirigida por Juan Antonio Pizzi acontecerão nos dias 31 de agosto em Lima e 5 de setembro em La Paz

Seguindo a programação visando os dois próximos compromissos da seleção da Bolívia nas Eliminatórias para o Mundial da Rússia, o técnico Mauricio Soria informou a lista de 30 convocados que formarão o plantel.

Não existem muitas surpresas daqueles que costumam frequentar os chamados do selecionado boliviano nos últimos anos, tendo como “pilares” nos setores defensivo e ofensivo Ronald Raldes, do Bolívar, e Marcelo Moreno (Wuhan Zall, da China), respectivamente.

Seja lá como for, a situação da equipe na competição que dá vaga no principal torneio entre seleções do mundo é bem complicada.

As possibilidades matemáticas para a Bolívia ir a Copa do Mundo de 2018, principalmente se o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) não modificar radicalmente a decisão imposta pelo Tribunal Disciplinar da FIFA, são extremamente remotas.

Punida em novembro de 2016 com a perda de quatro pontos pela escalação irregular do zagueiro naturalizado boliviano Nelson Cabrera, a Federação Boliviana de Futebol apresentou recurso no TAS e a expectativa é que ainda no mês de agosto o veredito final seja informado.

Com isso, o treinador da Bolívia, trabalhando com a pontuação que tem no momento (10 pontos em 14 jogos, 12 atrás da quinta colocada Argentina), tenta dar ânimo a La Verde para, ao menos, terminar com mais dignidade a competição.

Veja como ficou a lista da Bolívia:

Foto: Reprodução/Twitter
Fonte: LANCE!

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

APRESENTADO NO VALENCIA, GABRIEL PAULISTA SONHA COM COPA DO MUNDO

Gabriel Paulista foi apresentado ao lado de Murillo no Valencia - EFE

20/08/2017

Reforço do Valencia para esta temporada, o zagueiro Gabriel Paulista, que estava no Arsenal, disse neste sábado durante sua apresentação que desde o começo viu com bons olhos uma volta ao futebol espanhol após dois anos e meio e admitiu sonhar com uma convocação para a Copa do Mundo de 2018.

"Já conheço o futebol da Espanha, joguei um ano e meio aqui. Não pensei duas vezes para voltar e agradeço à diretoria e à comissão técnica do Valencia por confiarem em mim. Estou ansioso para entrar em campo e ajudar minha equipe. A Premier League me fez ter mais experiência e voltar mais forte", declarou o defensor brasileiro em entrevista coletiva.

Revelado pelo Vitória, Gabriel Paulista foi contratado pelo Villarreal em julho de 2013. No Submarino Amarelo, trabalhou com o técnico Marcelino García Toral, que atualmente comanda o Valencia. Um ano e meio depois, se transferiu para os Gunners.

"Já tinha falado com o mister (Marcelino) antes de assinar, e ele me passou muita confiança. Já o conheço e sei como ele trabalha, por isso estou aqui. Já sabemos que é um campeonato muito difícil, mas começamos bem, com três pontos, e agora é preciso continuar trabalhando para ir para cima na tabela", afirmou o novo camisa 5 do Valencia, que foi apresentado junto ao também zagueiro Jeison Murillo.

Gabriel sofreu uma grave lesão no joelho, mas garantiu estar praticamente recuperado. "Tive uma lesão muito complicada, mas agora já estou bem. Agora falta fazer reforço muscular, e acredito que em duas semanas estarei pronto para jogar", disse o atleta, que não escondeu o desejo de disputar a Copa do ano que vem pelo Brasil.

"Agradeço ao Arsenal, pelo qual fui convocado pela primeira vez. Aqui vou trabalhar muito para poder ter outra oportunidade, nunca se sabe. Tenho que estar preparado, mas primeiro vou pensar no Valencia e em dar meu máximo aqui. Quero muito estar na Copa pela minha seleção".

Fonte: ESPN

Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

ENTREVISTA/TITE: "AINDA NÃO FIZ, MAS FAREI OS CURSOS DA UEFA E DA CBF"

Tite não conseguiu se inscrever no curso da Uefa a tempo em 2014, mas o fará
(Foto: Mowa Press)
19/08/2017

Mauro Cezar Pereira, blogueiro do ESPN.com.br

O debate sobre a aceitação de técnicos brasileiros na Europa cresceu nos últimos dias, com a declaração de Jair Ventura sobre estrangeiros no Brasil — clique aqui e leia — e as dificuldades dos brasileiros para entrar em outros mercados. O blog conversou com o treinador da Seleção Brasileira, Tite, que diz não ter conseguido fazer os comentados cursos da Uefa (União das Federações Europeias de Futebol) em seu ano sabático. Mas garante que irá se matricular neles e nos da CBF.

Você fez algum dos cursos de treinadores oferecidos pela Uefa?

Em 2014, ano que tirei inclusive para o curso da Uefa, eu ia fazer em Portugal, mas naquele momento ele não me proporcionava a oportunidade. Quando fui buscar a inscrição, a habilitação para fazê-lo, já entraria em 2015.

Por que esses cursos são tão importantes?

A importância de curso padrão Uefa, ou o que está se buscando aqui no Brasil, nos diversos escalões, eu vejo como fundamental.

Por que?

Por que é informação gerando conhecimento, analisando e gerando conhecimento. Isso é em todas as áreas, e ela é na área do no futebol também.

O que se aprende nesses cursos?

Saber sistemas, posições e funções. Por que se lê um sistema? Qual é a dinâmica dele? A características de cada um. Outro aspecto que eu vejo importante é a quantificação de carga, e isso eu trago sendo professor de educação física, isso me trouxe essa contribuição, e no meu dia a dia, nos cursos que busquei. Na atividade ao longo do tempo.

Se não souber fazer essa avaliação o treinador corre que tipo de risco?

Se tu fizeres uma quantificação de carga e não souber o tempo de recuperação, estímulo, intensidade durante o treinamento, tu não vais proporcionar a melhor preparação para o atleta.

E as consequências disso?

Quando a gente olha o erro do passe no final de semana, a gente vai dizer assim, “Pô, é qualidade técnica”. Mas tu podes interferir nesse refinamento, nessa melhor qualidade, nessa finesse do atleta, na capacidade de concentração dele para o jogo.

E a parte tática?

Sim. Fora isso há uma metodologia. Se você quer fazer um 3-6-1, um 3-5-2, de que forma tu vais treinar? Tu tens que ter uma forma para treinar. O jogo, ele reproduz o teu treinamento. Então essa qualificação e essa busca constante de aprimoramento eu vejo como fundamental, salvo algumas exceções, mas eu não consigo ver evolução, excelência, fugindo desse caminho aí.

Você vai fazer os cursos?

Assim que for possível, o da Uefa e o da CBF, quando for equiparado. E aí está um detalhe, eles (a CBF) estão buscando essa equiparação, e ela tem que ser via Confederação Sul-americana, pela Conmebol, para chegar até a Fifa. Há toda tramitação com carga horária, busca de qualificação, tipo de matérias. Eles estão buscando essa equiparação ainda. Mas a resposta é sim, tendo tempo, vou fazê-los tanto um quanto o outro.

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

COM MENA, LEO VALENCIA E FELIPE GUTIÉRREZ, PIZZI CONVOCA CHILE PARA ELIMINATÓRIAS

Meia Leo Valencia, do Botafogo, está entre convocados do Chile (Foto: Reprodução / Instagram)

19/08/2017

Lateral do Sport e meias do Botafoto e do Internacional estão na lista para partidas contra Paraguai e Bolívia, no fim de agosto e início de setembro

Por GloboEsporte.com, Santiago

O técnico do Chile, Juan Antonio Pizzi, anunciou a lista dos jogadores convocados para os dois próximos compromissos da Roja pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo, contra Paraguai e Bolívia. O treinador, por enquanto, só divulgou os nomes de quem não atuam no futebol chileno e incluiu três atletas que jogam em clubes brasileiros: o lateral-esquerdo Mena, do Sport, e os meias Leonardo Valencia, do Botafogo, e Felipe Gutiérrez, do Internacional.

Ao todo, Pizzi chamou 19 jogadores nesta quinta-feira. Ele ainda deve convocar mais atletas que atuam no futebol chileno até o próximo dia 27. A imprensa chilena prevê um retorno do meia Valdivia, que tem atuado bem pelo Colo-Colo. Os destaques da Roja estão presentes: o goleiro Claudio Bravo, o meio-campista Vidal e o atacante Alexis Sánchez, que ainda não estreou na temporada pelo Arsenal e tem futuro incerto no clube.

Mena, Leonardo Valencia e Felipe Gutiérrez estiveram na Copa das Confederações, na Rússia, onde o Chile foi vice-campeão, ao perder a final para a Alemanha por 1 a 0. O botafoguense, inclusive, atuou na decisão ao entrar na segunda etapa.

O Chile enfrenta o Paraguai no próximo dia 31, em Santiago, e encara a Bolívia no dia 5 de setembro, em La Paz. A Roja é a quarta colocada, com 23 pontos. No entanto, corre o risco de perder a posição. O Tribunal Arbitral do Esporte deve julgar, antes da rodada dupla pelas eliminatórias, o recurso da Bolívia, que perdeu os pontos de empate com os chilenos pela oitava rodada.

Veja a lista dos convocados:

GOLEIROS

Claudio Bravo: Manchester City

LATERAIS

Mauricio Isla: Fenerbahçe
Eugenio Mena: Sport
Paulo Díaz: San Lorenzo

ZAGUEIROS

Enzo Roco: Cruz Azul
Gary Medel: Besiktas
Francisco Silva: Cruz Azul
Osvaldo González: Toluca

MEIO-CAMPISTAS

Charles Aránguiz: Bayern Leverkusen
Felipe Gutiérrez: Internacional
Arturo Vidal: Bayern de Munique
Pedro Pablo Hernández: Celta de Vigo
Marcelo Díaz: sem clube
Leonardo Valencia: Botafogo

ATACANTES

Alexis Sánchez: Arsenal
Eduardo Vargas: Tigres-MEX
Nicolás Castillo: Pumas-MEX
Edson Puch: Pachuca

Fabián Orellana: Valencia


Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

SELEÇÃO BRASILEIRA: NOVIDADES SOBRE DIREITOS DE TRANSMISSÃO

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

19/08/2017

Após um período de estudos a respeito das mais modernas práticas mundiais nesta área, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) dá início ao inédito processo de concorrência para venda dos direitos de mídia dos jogos da Seleção Brasileira principal. Para tanto, contratou a agência Synergy Football para assessorar na estruturação desta comercialização para o mercado brasileiro, que compreende o período de novembro de 2017 até a Copa do Mundo da FIFA do Qatar de 2022.

Com vasta experiência internacional e amplo conhecimento do mercado brasileiro, a Synergy trabalhará ao lado da CBF para organizar um processo aberto e transparente, cujos detalhes serão anunciados em breve pela entidade. Esta iniciativa acompanha um momento muito especial pelo qual passa a Seleção Brasileira, que vem de oito vitórias consecutivas nas Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia de 2018, o que a tornou a primeira classificada entre todos os países.

– Estamos muito satisfeitos em anunciar a Synergy Football como nossa parceira. A Diretoria da CBF consultou muitas agências especializadas, fez um exaustivo processo de entrevistas e negociações e optou pela Synergy por sua experiência global e, especialmente, por sua atuação em vendas para a mídia brasileira, onde ela representou por muito tempo os principais campeonatos europeus, entre eles a Champions League. Estamos confiantes que este passo será significativo para nossa Seleção e para o futebol brasileiro – afirma o presidente da CBF, Marco Polo Del Nero.

– A Seleção Brasileira é uma das mais icônicas e autênticas equipes do mundo e nos sentimos honrados em poder assessorar a CBF para elevar a um novo patamar a performance dos direitos de mídia dessa potente e histórica Seleção – acrescenta Patrick Murphy, Diretor Executivo da Synergy.

A Synergy Football AG é uma agência de marketing sediada na Suíça e liderada por Patrick Murphy, ex-Diretor Executivo e de Vendas da Team Marketing (Agência Exclusiva da UEFA) e Presidente da Catalyst Media Group Limited. Seus diretores possuem amplo conhecimento nos mais altos níveis de marketing esportivo nas Américas, Ásia e Europa. Com 25 anos de experiência, Murphy comandou a venda de direitos de mídia e patrocínio para a UEFA Champions League por mais de uma década – elevando as receitas para mais de 4 bilhões de Euros, UEFA Europe League, Copa Conmebol Sul-Americana e inúmeros projetos da área esportiva no mercado asiático.

Fonte: CBF

Cursos Online na área de Ciências Exatas e Tecnologia

NÃO TENHO MEDO DELE”, AVISA PRÓXIMO MARCADOR DE NEYMAR

Principal jogador do PSG, Neymar naõ é uma preocupação do zagueiro Amian, do Toulouse (Foto:AFP)

18/08/2017 

Contratação mais cara da história do futebol, por 222 milhões de euros (aproximadamente R$ 822 milhões), a ida de Neymar para o Paris Saint-Germain consagrou o clube francês como o principal time do país e um dos mais fortes no cenário europeu. No entanto, o zagueiro  Kelvin Amian, atualmente no Toulouse e próximo adversário dos parisienses, afirmou que sabe muito bem como o brasileiro joga e que por isso diz que não teme enfrentá-lo no próximo domingo.

“Neymar é um dos melhores jogadores do mundo, e estou feliz por poder enfrentá-lo, mas não tenho medo dele. Vi a estreia dele contra o Guingamp, jogaram bem, mas eu sei como ele joga”, ressaltou o jovem defensor em entrevista coletiva concedida para falar sobre o confronto entre o Toulouse contra o PSG, válido pela terceira rodada do Campeonato Francês.

Kelvin Amian Adou (dir.) marca o brasileiro Malcom em jogo da Ligue 1
(Foto: NICOLAS TUCAT/AFP)

Com apenas 19 anos, Amian é uma das promessas da nova geração do futebol francês e tem contrato com o Toulouse até o fim da temporada 2020/2021.O atleta participou de 16 partidas desde que foi contratado pela equipe em 2016, e apesar de ter passagem em quase todas as seleções de base da França, o jogador ainda não foi convocado pelo atual técnico da seleção principal, Didier Deschamps, e não deve estar no grupo que irá para a Copa do Mundo de 2018.

Quanto ao craque brasileiro, Neymar fez sua estreia no último domingo, quando o PSG visitou o Guingamp e venceu por 3 a 0, com ótima atuação do jogador. O atacante deu uma bonita assistência para o gol de Cavani e marcou o último gol do jogo, primeiro dele com a camisa do clube francês. A expectativa é pela primeira aparição do atleta na Liga dos Campeões, principal objetivo do time.


Cursos Online na área de Ciências Biológicas e da Saúde

5 COISAS QUE SÃO PROIBIDAS NO PAÍS DA COPA DE 2018



19/08/2017

Por Ana Carolina Garbim - Profisão Foca

Vai viajar para a Rússia ou deseja conhecer o país que vai receber o Mundial de futebol em 2018? Governada desde 2000 por Vladimir Putin, o país europeu tem algumas proibições peculiares. Mesmo assim foi escolhida sede da competição em 2010. Conheça algumas proibições singulares.

Propaganda Gay

A lei contra a propaganda gay foi aprovada pela Câmara Baixa do Parlamento (Duma) por 436 votos a favor, uma abstenção e nenhum voto contra em 2013. Emendas foram apresentadas e o termo “homossexualidade” foi substituído por “relações sexuais não tradicionais” no título.

“As relações sexuais tradicionais são entre um homem e uma mulher”, declarou a deputada Elena Mizoulina, do partido Rússia Justa e co-autora do texto. “Estas relações precisam ser protegidas pelo governo”, acrescentou.

Segundo a lei, uma pessoa comum pode ser obrigada a pagar de 4.000 a 5.000 rublos em multa (pasme, 26 centavos). Os estrangeiros também poderão ser obrigados a pagar multa de até 100.000 rublos, além de detidos por até 15 dias e expulsos do país. Para uma autoridade pública, o valor chega a 50.000 rublos; já entidades jurídicas podem desembolsar até um milhão de rublos.

A punição é ainda mais severa se a propaganda foi feita na internet e prevê que as entidades jurídicas sejam fechadas por até 90 dias. Militantes homossexuais estrangeiros, como o britânico Peter Tatchell, visitam regularmente a Rússia para apoiar as manifestações gays, proibidas pelas autoridades e dispersadas pela polícia.

Americanos são proibidos de adotar crianças russas

O Conselho da Federação aprovou em 2012 a Lei Dima Iákovlev, que proíbe a adoção de crianças russas por cidadãos dos Estados Unidos. O texto prevê uma lista de agressores a crianças russas adotadas, além de impedir completamente a adoção de órfãos russos pelos cidadãos americanos, cancelando o acordo russo-americano de adoção. A iniciativa foi uma resposta aos países que colocarem em prática a Lei Magnítski.

Assinada por Barack Obama, esta lei proíbe a entrada nos EUA de oficiais russos suspeitos de infrações dos direitos humanos no caso do advogado Sergei Magnitsky – que descobriu um desvio milionário de dinheiro público e morreu na prisão Butirka, em Moscou, após uma reviravolta no caso que levou a sua prisão.

Bitcoin não é ilegal, mas eles não acham

A Rússia tem tido uma relação estranha com o Bitcoin. Segundo relatos de meios de comunicação como a CNBC e o Parlamento Europeu, sites relacionados a Bitcoin foram bloqueados, pois acreditava-se que a moeda virtual era ilegal no país.

Após esses eventos, o vice-ministro das Finanças anunciou que uma nova lei estava chegando em 2017 e que trataria moedas similares como estrangeiras. Em resposta, o Serviço Federal de Impostos da Rússia revelou sua posição sobre as criptomoedas: “as leis russas não contêm quaisquer proibições quanto às operações com criptomoedas conduzidas por cidadãos russos e organizações.” Por via das dúvidas, evite.

Obscenidade em público

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, promulgou em 2016 uma lei que proíbe o uso de obscenidades e grosserias em espaços públicos como meios de comunicação, teatro, filmes, peças, livros, concertos e obras de arte.

Quem usar palavrões ou gestos grosseiros pode ser multado em até 3 mil rublos (cerca de R$ 156). Funcionários públicos e pessoas jurídicas também podem ser punidos com cifras ainda maiores, de R$ 280 e R$ 3116, respectivamente. Especialistas determinam o que é ou não um palavrão ou gesto obsceno. Filmes com palavrões não receberão certificados para serem exibidos nos cinemas russos. Críticos consideram a lei uma artimanha para fazer pressão sobre a classe artística e intelectual do país.

Memes proibidos

A política de proibição dos memes foi anunciada pelo Roskomnadzor, sigla em russo para o Serviço Federal para Supervisão de Comunicações, Tecnologia da Informação e Mídia de Massa. O órgão é considerado um censor por muitos analistas porque tem o poder legal de proibir determinados conteúdos. São proibidos memes com imagens de componentes do parlamento russo e do presidente.

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

COM LESÃO MUSCULAR, FILIPE LUÍS DESFALCA ATLÉTICO DE MADRI NA ESTREIA DO ESPANHOL

Filipe Luis está fora da estreia em LaLiga - Getty

19/08/2017

O lateral-esquerdo Filipe Luís não treinou nesta quinta-feira e será desfalque do Atlético de Madri para estreia do Campeonato Espanhol contra o Girona, recém-promovido à elite do futebol do país, no sábado, às 15h15 (de Brasília).

Com uma lesão muscular na panturrilha há duas semanas, o brasileiro continuou a realizar trabalho de recuperação no treino de hoje e não participou das atividades com o restante do grupo. Dessa forma, ele será substituído por Lucas Hernández na partida.

Filipe foi convocado pelo técnico Tite para as duas próximas partidas do Brasil pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018 contra Colômbia e Equador. As partidas estão marcadas para os próximos dias 31 de agosto e 5 de setembro.

A última partida disputada pelo lateral brasileiro foi em 2 de agosto, contra o Napoli, na semifinal da Copa Audi, torneio de pré-temporada conquistado pelo clube espanhol.

O técnico do Atlético de Madri, Diego Simeone, ainda terá outros desfalques importantes para a estreia no Espanhol. O zagueiro uruguaio Diego Godín cumpre suspensão e está fora do jogo. Já Kevin Gameiro, que passou por uma operação para corrigir uma pubalgia em junho, está treinando com o grupo, mas ainda é dúvida.

Nicolás Gaitán e Sául disputam a vaga de Gameiro entre os titulares. Gaitán sai na frente na briga por ter participado de toda a pré-temporada, enquanto o companheiro perdeu parte da preparação por ter disputado o Europeu sub-21 com a seleção da Espanha.

Fonte: ESPN

Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

CANDIDATURA DE CANADÁ, EUA E MÉXICO DIVULGA LISTA DE 44 POTENCIAIS SEDES À COPA DE 2026



19/08/2017

Por: Leandro Stein

Cada vez mais, a Copa do Mundo de 2026 começa a ganhar forma. Se o Marrocos oficializou sua candidatura na última semana, o projeto em conjunto da América do Norte está um passo à frente. Canadá, Estados Unidos e México divulgaram nesta semana uma lista de 44 cidades (e 49 estádios) que poderão ser selecionados ao Mundial. O Comitê Organizador enviou requerimentos a cada uma delas, pedindo informações e a manifestação de interesse em receber o torneio. Espera, assim, fechar a lista de cidades-sede para a proposta oficial que será enviada à Fifa até março do próximo ano.

Segundo o Comitê, a ideia é selecionar entre 20 e 25 cidades. Ao menos 12 dessas serão escolhidas posteriormente para receber os jogos, enquanto as demais participariam como bases de treinamentos ou como pontos de apoio à organização da Copa do Mundo. Vale lembrar que o Mundial de 2026 será o primeiro a ser realizado com 48 seleções, o que demanda principalmente um alto número de municípios capazes de recepcionarem as equipes. Não à toa, os líderes municipais foram questionados sobre diferentes informações infraestruturais.

Cada uma das sedes previamente escolhidas possui estádios com capacidade para ao menos 40 mil espectadores. Além disso, não foram limitados apenas praças esportivas ligadas ao futebol, mas também outras que geralmente abrigam eventos de futebol americano. O Comitê ainda enfatiza que as “aspirações para desenvolver o futebol” serão consideradas para a seleção, assim como uma estrutura sustentável ao evento e o impacto social positivo que as melhorias podem trazer à comunidade local.

“As cidades-sede incluídas na nossa proposta serão vitais ao nosso sucesso – não apenas por causa da estrutura e da habilidade para organizar grandes eventos, mas porque elas estarão comprometidas em desenvolver o futebol, aproveitando o impacto de receber uma Copa do Mundo, e olhando além do jogo para trazer uma contribuição positiva às nossas comunidades e ao mundo. Nós tivemos ótimas respostas até agora e esperamos trabalhar de maneira estreita com cada cidade”, declarou John Kristick, diretor do Comitê Executivo.

Vale ressaltar, no entanto, como o projeto acaba se concentrando nos Estados Unidos. O Canadá possui apenas sete cidades pré-selecionadas, enquanto o México (do qual poderia se esperar muito mais, por sua enorme base de torcedores e até pelo investimento em sua estrutura nos últimos anos) teve míseras três sedes apontadas. Confira a lista completa:

Estados Unidos (34 cidades, 37 estádios)

Atlanta, GA Mercedes-Benz Stadium 75,000
Baltimore, MD M&T Bank Stadium 71,008
Birmingham, AL Legion Field 71,594
Boston, MA (Foxborough, MA) Gillette Stadium 65,892
Charlotte, NC Bank of America Stadium 75,400
Chicago, IL Soldier Field 61,500
Cincinnati, OH Paul Brown Stadium 65,515
Cleveland, OH FirstEnergy Stadium 68,710
Dallas, TX Cotton Bowl 92,100
Dallas, TX (Arlington, TX) AT&T Stadium 105,000
Denver, CO Mile High 76,125
Detroit, MI Ford Field 65,000
Green Bay, WI Lambeau Field 81,441
Houston, TX NRG Stadium 71,500
Indianapolis, IN Lucas Oil Stadium 65,700
Jacksonville, FL EverBank Field 64,000
Kansas City, MO Arrowhead Stadium 76,416
Las Vegas, NV Raiders Stadium 72,000
Los Angeles, CA Los Angeles Memorial Coliseum 78,500
Los Angeles, CA (Inglewood, CA) LA Stadium at Hollywood Park TBD
Los Angeles, CA (Pasadena, CA) Rose Bowl 87,527
Miami, FL Hard Rock Stadium 65,767
Minneapolis, MN U.S. Bank Stadium 63,000
Nashville, TN Nissan Stadium 69,143
Nova Orleans, LA Mercedes-Benz Superdome 72,000
Nova York/Nova Jersey MetLife Stadium 82,500
Orlando, FL Camping World Stadium 65,000
Philadelphia, PA Lincoln Financial Field 69,328
Phoenix, AZ (Glendale, AZ) University of Phoenix Stadium 73,000
Pittsburgh, PA Heinz Field 68,400
Salt Lake City, UT Rice-Eccles Stadium 45,807
San Antonio, TX Alamodome 72,000
San Diego, CA Qualcomm Stadium 71,500
San Francisco/San Jose, CA Levi’s Stadium 75,000
Seattle, WA CenturyLink Field 69,000
Tampa, FL Raymond James Stadium 73,309
Washington, DC (Landover, MD) FedEx Field 82,000

Canadá (7 cidades, 9 estádios)

Calgary, Alberta McMahon Stadium 35,650
Edmonton, Alberta Commonwealth Stadium 56,335
Montréal, Québec Stade Olympique 61,004
Montréal, Québec Stade Saputo 20,801
Ottawa, Ontario TD Place Stadium 24,341
Regina, Saskatchewan Mosaic Stadium 30,048
Toronto, Ontario Rogers Centre 53,506
Toronto, Ontario BMO Field 28,026
Vancouver, British Columbia BC Place 55,165

México (3 cidades, 3 estádios)

Guadalajara, Jalisco Estádio Chivas 45,364
Cidade do México Estádio Azteca 87,000
Monterrey, Nuevo León Estádio Rayados 52,237

Fonte: Trivela

Cursos Online na área de Ciências Exatas e Tecnologia

PHILIPPE COUTINHO AVISA A KLOPP QUE NÃO PRETENDE MAIS DEFENDER O LIVERPOOL, DIZ JORNAL

Coutinho diz que não pretende mais defender o Liverpool - Foto: Reuters

19/08²018

Por Globo Esporte | Portal Gazetaweb.com    

Segundo "Mundo Deportivo", brasileiro acredita ainda que a mudança para o Barça contribuirá positivamente para sua participação na Copa de 2018

A decisão de jogar pelo Barcelona já está tomada, e Phillippe Coutinho não pretende mais vestir a camisa do Liverpool. É o que garante o jornal "Mundo Deportivo". Segundo a publicação catalã, o camisa 10 já comunicou seus planos de transferência ao treinador Jürgen Klopp e, com o fechamento da janela próximo, depende agora de um acerto financeiro entre os dirigentes espanhóis e ingleses. Coutinho acredita ainda que a mudança para o Barça contribuirá positivamente para sua participação na Copa do Mundo de 2018.

Na quarta-feira passada, o Liverpool rejeitou a proposta de ?100 milhões do Barcelona por Philippe Coutinho. De acordo com a imprensa britânica, o clube inglês reiterou que o brasileiro não está à venda, ainda que o próprio tenha feito um "pedido de transferência" para poder se juntar ao clube catalão.

Enquanto isso, na Inglaterra, a imprensa inglesa já tenha ver o futuro do Liverpool sem o seu camisa 10. Após a vitória sobre o Hoffenheim na Alemanha pela pré-Champions, com direito a gol da revelação Alexander-Arnold, jornais britânicos já questionam: quem precisa de Coutinho?

Cursos Online na área de Ciências Biológicas e da Saúde

RODRIGO CAIO ALMEJA A "QUARTA VAGA" NA ZAGA DA SELEÇÃO BRASILEIRA PARA A COPA DE 2018

Rodrigo Caio tem a Copa do Mundo na Rússia como grande objetivo (Foto: Pedro Martins/MoWA Press)

19/08/2017

Para o são-paulino, Miranda, Marquinhos e Thiago Silva estão garantidos na Copa do Mundo. Zagueiro ainda diz não acompanhar futebol no seu tempo livre

Por SporTV.com

A fase do São Paulo não é boa. O time, acostumado a brigar na parte de cima da tabela, ocupa a 16ª colocação e luta para se manter fora da zona de rebaixamento do Brasileirão. Apesar do mau momento, a equipe teve um representante na convocação do técnico Tite para os jogos contra Equador e Colômbia, nos dias 31 de agosto e 5 de setembro, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo: o zagueiro Rodrigo Caio . Para o jogador, ele disputa a "quarta vaga" na lista para o Mundial de 2018, porque considera três atletas já com presenças asseguradas na Copa.

- Hoje, os garantidos são o Miranda, o Marquinhos, que são os titulares, e o Thiago Silva, que dispensa comentários sobre tudo que ele representa para a Seleção. Eu estou na disputa pela quarta vaga com o Geromel, o Jemerson e outros nomes também. O Tite foi bem claro, ele não fechou as portas para ninguém - afirmou, em entrevista ao programa "Troca de Passes", do SporTV.

Rodrigo Caio foi bem direto sobre a forma como lida com as críticas que recebe, por consequência das más atuações do time tricolor: não acompanha futebol no seu tempo vago.

- Independentemente se estou na Seleção ou não, eu tento sempre manter o equilíbrio, sei das minhas condições, sei todo o sacrifício que tive que fazer para jogar no São Paulo, porque não foi fácil. Críticas sempre vão existir, mas sou um cara que procuro não acompanhar programas (de futebol). Quando estou em casa, assisto a filmes, vejo novela, assisto tênis, a única coisa a qual não assisto é futebol.

Para o zagueiro, as boas atuações e a medalha de ouro nas Olimpíadas do Rio, em 2016, abriram as portas da seleção principal para ele, que tem como grande objetivo disputar a Copa do Mundo de 2018 na Rússia.

- Estou muito feliz. Acho que eu construí tudo isso com a grande Olimpíada que eu fiz, com ouro inédito. Logo em seguida veio a primeira convocação, com o Tite. Nesse ano, tive a oportunidade de jogar dois amistosos, contra a Colômbia e contra a Austrália. Espero receber mais oportunidades para poder me firmar. O meu grande objetivo é ir para a Copa e eu tenho certeza que, se eu estiver jogando bem, tenho grandes possibilidades.

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...